(11) 2533-0292
sexta-feira, 16 novembro 2018
AIDScarga viral indetectávelEspecialista em Aidsespecialista hivHIVhiv spo que é hivPrevenção HIVtransmissão HIV

Quem Possui Carga Viral indetectável Pode Transmitir o vírus do HIV?

45visualizações
3 min leitura

Quem Possui Carga Viral Indetectável pode transmitir o vírus do HIV?

Pessoas vivendo com HIV com carga viral indetectável pode transmitir o vírus do HIV? Se a Carga Viral for persistentemente suprimida, essas pessoas são incapazes de transmitir o vírus através da relação sexual, mesmo sem o uso de preservativo.

Carga Viral Indetectável pode transmitir o vírus do HIV? – Mas afinal, o que é carga viral indetectável?

Consideramos Carga Viral indetectável, a carga viral (PCR-HIV) abaixo dos limites detectáveis pelo exame. No Brasil, é considerado indetectável uma taxa menor que 40 cópias/ml, porém há alguns testes que são mais sensíveis e conseguem identificar níveis ainda menores.

Supressão Viral x Carga Viral indetectável

Consideramos supressão viral uma carga viral (PCR-HIV) abaixo de 200 cópias/ml

Carga Viral indetectável é a carga viral (PCR-HIV) abaixo dos limites detectáveis pelo exame.

De acordo com os estudos, situações de aumento transitório de carga viral (como vacinação) ou a presença de Infecções Sexualmente transmissíveis, não influenciam na transmissão do HIV nesses pacientes

Para se alcançar a tão almejada carga viral indetectável, deve-se levar em consideração alguns fatores, como resposta ao tratamento antirretroviral (TARV). Assista a este vídeo e entenda melhor sobre o assunto:

 

Carga Viral Indetectável pode transmitir o vírus do HIV? – Benefícios do tratamento com antirretrovirais: 

A boa adesão ao tratamento com antirretrovirais traz inúmeros benefícios para o paciente:

  • Supressão viral ou Carga Viral Indetectável por mais tempo;
  • Restabelecer e manter a função imunológica do organismo;
  • Melhor qualidade de vida;
  • Maior expectativa de vida;
  • Prevenção de transmissão do HIV para outras pessoas em situações de contato com o sangue infectado;
  • Prevenção da transmissão do HIV através do ato sexual (menor quantidade do vírus no sangue causa redução também nos fluidos sexuais);
  • Prevenção de transmissão vertical (de mãe para filho), principalmente em casos quando a carga viral se encontra com níveis abaixo de 50 cópias/ml.

Campanha: “HIV indetectável é intransmissível ” no mundo:

Em 2016 foi lançada uma campanha no qual seu Slogan era “U=U”, do inglês: Undetectable=Untransmissable, que sua tradução para o português é “I=I” (Indetectável é Intransmissível);

A ideia principal era o aumento do acesso ao diagnóstico do HIV, como forma de prevenção.

A campanha cresceu rapidamente e em poucos meses ganhou proporção mundial, sendo adotada por mais de 60 países e mais de 400 organizações.

Campanha: “HIV Indetectável é igual a intransmissível” no Brasil

Assim como em outros países, a campanha também foi adotada aqui no Brasil teve seu início no final de 2017.

Através de uma Nota Informativa, transmitida pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, em dezembro de 217 que se é considerado “Indetectável é igual a Intransmissível” desde que seja respeito os fatores já citados anteriormente neste artigo.

É importante ressaltar que a melhor forma de combate ao vírus do HIV é a sua prevenção. Entenda quais as formas de prevenção do HIV.

No entanto, o diagnóstico precoce aumentam as chances de boa resposta ao tratamento e seu acompanhamento deve ser feito por um médico Infectologista de sua confiança.

Se você passou por uma exposição de risco ou está na dúvida, você deve procurar o médico,independente de ter sintomas ou não, para te avaliar pessoalmente e solicitar os exames pertinentes para o seu caso.

Agende já a sua consulta aqui.

Após receber o diagnóstico da infecção por HIV/AIDS, o paciente deve marcar ou pode ser encaminhado para uma consulta com um Especialista na área de Infectologia. Estou aqui para ajudar a prolongar a vida e manter a qualidade para que sua saúde permaneça praticamente intacta.