Janela Imunológica
AIDSEspecialista em Aidsespecialista hivHIVhiv spTeste HIV

Janela Imunológica Dos Testes Do HIV

282visualizações
3 min leitura

Janela Imunológica Dos Testes Do HIV

Janela Imunológica dos testes para o diagnóstico do HIV

Janela imunológica do HIV é o tempo máximo para aparecimento de resultado positivo ou reagente para testes diagnósticos do HIV a partir do contato com o vírus.

Mas por que isso é importante? Durante este período, pode ocorrer de a pessoa estar infectada e mesmo assim os testes apresentar resultado negativo.

Vale lembrar que a janela imunológica deve ser considerada a partir da última exposição. Mas há alternativas para evitar a infecção pelo vírus, saiba como aqui: https://sohiv.org/prep-e-pep/

A Janela Imunológica varia conforme o tipo do teste. Confira a seguir:

Classificação de acordo à técnica de realização do teste:

Janela Imunológica

Testes de Primeira geração

Em média, a janela imunológica dos ensaios de primeira geração é de 6 a 8 semanas. No entanto, esses testes são menos específicos e menos sensíveis que as gerações posteriores.

Hoje em dia, esses ensaios não são mais utilizados para o diagnóstico do HIV.

Testes de Segunda geração

Em média, a janela de soroconversão destes testes é de 28 a 30 dias.

Testes de Terceira geração

Os testes de terceira geração (como os testes rápidos) normalmente se positivam com 20 a 30 dias após o contato com o vírus. No entanto, há casos em que eles podem levar até 180 dias.

Testes de Quarta geração

Teste de quarta geração são aqueles que identificam anticorpos específicos anti-HIV de tipo IgM e IgG da pessoa contra o vírus que estão presentes no sangue e proteínas virais como o p24.

Estes tipos de testes positivam em média com 14 a 20 dias após o contato com o vírus, mas há casos especiais de soroconversão tardia que podem levar até 90 dias após a exposição de risco.

Fatores que podem interferir no resultado dos exames:

Há alguns fatores que podem atrapalhar os resultados dos exames. Por isso, caso o resultado seja positivo ou reagente é importante que o paciente realize um novo teste, de diferente tipo para confirmação do diagnóstico.

Quais são os fatores para o falso positivo do HIV? Esses fatores são:

  • Vacina contra influenza A H1N1;
  • Artrite reumatoide;
  • Doenças autoimunes (lúpus eritematoso sistêmico, doenças do tecido conectivo e esclerodermia);
  • Colangite esclerosante primária;
  • Terapia com interferon em pacientes hemodialisados;
  • Síndrome de Stevens-Johnson;
  • Anticorpo antimicrossomal;
  • Anticorpos HLA (classe I e II);
  • Infecção viral aguda;
  • Aquisição passiva de anticorpos anti-HIV (de mãe para filho);
  • Tumores malignos;
  • Outras retroviroses;
  • Múltiplas transfusões de sangue;
  • Anticorpo antimúsculo liso.

Na dúvida, procure um médico infectologista de sua confiança para te examinar pessoalmente e solicitar os exames necessários para o seu caso.

Entre em contato e marque já a sua consulta.

Após receber o diagnóstico da infecção por HIV/AIDS, o paciente deve marcar ou pode ser encaminhado para uma consulta com um Especialista na área de Infectologia. Estou aqui para ajudar a prolongar a vida e manter a qualidade para que sua saúde permaneça praticamente intacta.